The Fundamentals of Caring

Resultado de imagem para the fundamentals of caring

Nota: 7.5

Ao término das seis semanas de seu curso de cuidador, Ben (Paul Rudd) é enviado para a casa de seu primeiro cliente, sobre o qual nada sabe. Ao ser entrevistado pela mãe, que desejava alguém com mais experiência, Ben é recebido com zombaria por Trevor (Craig Roberts), portador de Distrofia Muscular de Duchenne. O que, nos primeiros momentos, parecia ser uma relação complicada, logo transforma-se em amizade e cumplicidade, que mudará a vida de ambos para sempre. 

Mesmo com uma doença que diminuirá consideravelmente seu tempo de vida, Trevor segue uma vida extremamente regrada e metódica. Tem horários marcados para tudo, come somente waffles e salsicha, não sai de casa – exceto às quintas-feiras, quando vai ao parque das 14h às 15h – e não tem contato com pessoas além de sua mãe e seu cuidador. Sustenta sonhos que não tenta realizar, como ver o maior bovino do mundo e o poço mais profundo que existe, que estão a quilômetros de sua casa. A entrada de Ben na vida de Trevor não serve somente para “limpar sua bunda”, como o garoto insistentemente diz, mas para fazer com que ele não sucumbisse à doença e aproveitasse o tempo de vida que lhe restava. Então, os dois partem em uma viagem onde ambos encontram as descobertas e a liberdade de que tanto precisavam para viver melhor. 

O roteiro de The Fundamentals of Caring (2016), escrito pelo estreante Rob Burnett, é bem simples, e sustenta-se no clássico road movie que já conhecemos. A relação do cuidador com o garoto é explorada de maneira muito íntima, e rapidamente nos vemos envolvidos e nos importamos com o que está acontecendo na tela. Quando Dot (Selena Gomez) entra na viagem, apesar de haver uma quebra no paradigma do enredo – Trevor continua debochando de Ben a cada cena, mas vemos seu lado puxa-saco ser aflorado com a presença da jovem -, a narrativa não é quebrada, não há incômodo, uma vez que a personagem de Selena Gomez tem tanto carisma quanto os outros dois. A direção, também de Burnett, é eficaz, e colabora com o roteiro para a criação de uma história cativante. Os planos abertos, que mostram as paisagens pelas quais a van dirigida por Ben passa, são belíssimos, e dão um ótimo tom visual ao filme. 

Apesar de as atuações não serem o ponto alto do filme, o trio protagonista funciona bastante bem. Mesmo um tanto caricatos, os atores passam sensibilidade e aspereza na medida certa, e tornam aqueles personagens críveis. 

The Fundamentals of Caring é um filme que diverte bastante, tem piadas inteligentes, mas também faz pensar e emociona. Entrar na complicada realidade de Trevor pode ser incômodo, mas deixar-se viajar com seu grupo é uma experiência recompensadora, que resulta em uma ótima sensação que mostra o poder libertador que sair da mesmice e da rotina pode trazer.

Por Danilo Martins 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s